Connect with us

Regional

Documento base para Estratégia Açoriana para a Energia 2030 em consulta pública até 3 de dezembro

GACS

Publicado

|

Foto: GACS

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo salientou hoje que a Estratégia Açoriana para a Energia para o horizonte 2030 (EAE 2030) visa garantir “energia segura e acessível” a todos os Açorianos, projetando “um futuro económico e social robusto, com empresas cada vez mais dinâmicas e inovadoras, geradoras de emprego qualificado”, estando o documento em consulta pública até 3 de dezembro.

Marta Guerreiro, que falava no Museu Hidroelétrico da Praia, em Vila Franca do Campo, na apresentação do documento para discussão pública sobre a EAE 2030, adiantou que este documento “servirá de base ao debate estruturante que se pretende desenvolver neste âmbito, de forma a balizar os termos em que a Estratégia se irá desenvolver”.

“O desenvolvimento deste documento, elaborado por uma equipa multidisciplinar, resulta de trabalho no terreno, mediante visitas a diversos empreendimentos que promoveram a auscultação com os setores de atividade regionais”, acrescentou.

Marta Guerreiro salientou que a EAE 2030 pretende “dotar os Açores de políticas públicas com capacidade de resposta às necessidades de uma região insular, arquipelágica e ultraperiférica, explorando as potencialidades oferecidas pelos recursos naturais e pelas tecnologias emergentes no setor da energia”.

A Secretária Regional frisou que, através das políticas definidas por esta Estratégia, “o setor energético irá impulsionar a transição para uma economia de baixo carbono”, que implica a “descarbonização prioritária” da produção de energia elétrica e do setor dos transportes terrestres, o que permitirá melhorar “a qualidade ambiental da Região, indo ao encontro dos compromissos internacionais de Portugal nesta matéria”.

“Esta Estratégia tem por base os princípios da suficiência e eficiência energética, da descarbonização da produção de eletricidade, bem como da eletrificação de diversos setores consumidores de combustíveis fósseis”, afirmou.

“Com o objetivo de fomentar a massificação da mobilidade suave, elétrica e partilhada na Região, estamos a conduzir os nossos esforços e a impulsionar a integração de fontes de energia renováveis e endógenas no sistema electroprodutor dos Açores, cuja representatividade registada no primeiro semestre de 2018 foi superior a 41%, valor que reflete o sucesso das opções políticas que estão a ser tomadas e que contribui para o nosso posicionamento além-fronteiras na matéria”, sublinhou.

A titular da pasta da Energia salientou que a EAE 2030 está a ser construída “mediante constantes abordagens inovadoras, encarando a energia de forma integrada e inclusiva” e, neste sentido, para efeitos da sua materialização, a energia é colocada em diálogo permanente com os demais setores, com as famílias e empresas açorianas, com investigadores e investidores, descentralizando, assim, a definição das políticas públicas e descurando uma abordagem tecnocrata em salvaguarda das reais necessidades de energia dos Açorianos”.

A Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo, através da Direção Regional da Energia, disponibiliza para consulta pública o documento sobre a Estratégia Açoriana para a Energia 2030, em http://www.azores.gov.pt/Gra/sreat-dre/conteudos/destaques/2018/Outubro/EAE2030.htm.

O Governo dos Açores vai realizar sessões de esclarecimento sobre esta matéria, de forma a promover o envolvimento de todos os Açorianos na definição das políticas públicas no setor energético.

Cultura / Eventos

Biblioteca Pública Luís da Silva Ribeiro, em Angra do Heroísmo, assinala Dia Nacional do Estudante

Publicado

|

A Direção Regional da Cultura, através da Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro, em Angra do Heroísmo, associa-se sexta-feira, 22 de março, às comemorações do Dia Nacional do Estudante.

A programação prevista para essa data, pelas 11H00, que também visa divulgar o Serviço de Leitura e Empréstimo Domiciliário, passa pela utilização do ‘Mannequin Challenge’, que consiste na realização de um vídeo onde um grupo de pessoas fica imóvel, como um manequim, durante um certo período de tempo.

Esta é uma forma de promover a interação dos leitores, nomeadamente os estudantes, com as atividades da biblioteca e de lhes dar a conhecer a Sala de Leitura e Empréstimo Domiciliário.

O Dia Nacional do Estudante foi promulgado pela Assembleia da República em 1987 e comemora-se anualmente a 24 de março.

A celebração da data pretende relembrar as dificuldades e os obstáculos enfrentados pelos estudantes na década de 60, aquando da crise académica vivida em Portugal.

Para além de uma homenagem aos estudantes, esta comemoração relembra que a Educação constitui um direito constitucional no nosso país.

A Direção Regional da Cultura informa que este e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço www.culturacores.azores.gov.pt.

Continuar a Ler

Regional

Capacitação das organizações de produtores é fundamental para valorização de produtos da pesca, afirma Diretor Regional

Publicado

|

A Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, através da Direção Regional das Pescas, está a implementar um conjunto de medidas com vista a capacitar as organizações de produtores do setor da pesca, tendo como um dos principais objetivos a valorização do atum dos Açores.

Neste sentido, o Diretor Regional das Pescas e as direções da Federação das Pescas dos Açores e da Associação de Produtores de Atum e Similares dos Açores – APASA realizaram vários encontros de trabalho com organizações de produtores (OP) nacionais de grande projeção, nomeadamente com a Vianapesca e a ArtesanalPesca.

O Diretor Regional das Pescas salientou que “foram apresentados projetos e discutidas formas” daquelas organizações de produtores “colaborarem com os Açores, particularmente no desenvolvimento e na projeção da APASA enquanto organização de produtores”.

“A capacitação das organizações de produtores regionais é fundamental para valorização de produtos da pesca”, afirmou Luís Rodrigues.

“Depois do sucesso dos planos de gestão para a valorização do goraz e dos ‘beryx’ (imperadores e alfonsins), o Governo dos Açores considera que é importante investir na valorização do atum”, frisou.

O Diretor Regional lembrou que “75% da frota açoriana está licenciada para a pesca de salto e vara, arte utilizada na pesca dos tunídeos” nos Açores, pelo que “a aposta na valorização do atum vai contribuir para aumentar os rendimentos do setor”.

Luís Rodrigues afirmou que a pesca de tunídeos nos Açores “é responsável pela transação em lota de mais de 15 milhões de euros, que representa cerca de 40% do volume de pescado total transacionado em lota em 2018”.

Para o Diretor Regional, as organizações de produtores “desempenham um papel essencial na execução da política comum das pescas e na organização comum dos mercados”, acrescentando, neste sentido, que foram criados instrumentos de apoio para os planos de produção e comercialização destas entidades e que deveriam ser aproveitados.

“A preparação e a execução de planos de produção e de comercialização das organizações de produtores recebem apoios do FEAMP, através de uma contribuição que pode representar até 3% do valor dos produtos colocados anualmente no mercado”, referiu.

O Diretor Regional salientou ainda que “as organizações de produtores podem tomar medidas para promover os produtos da pesca através de sistemas de certificação, de selos de qualidade ou de denominações geográficas, entre outros”.

A Vianapesca, sediada em Viana do Castelo e uma das maiores cooperativas de pesca em Portugal, desenvolve atividade comercial no apoio à colocação no mercado do pescado da sua frota e na transformação de algum desse pescado para a indústria conserveira, enquanto a ArtesanalPesca fornece várias marcas, grandes superfícies e exporta os seus produtos para mais de uma dezena de países e pretende valorizar os produtos capturados por pescadores artesanais de Sesimbra.

Fonte: GACS

Continuar a Ler

Cultura / Eventos

Açores associam-se às comemorações do Dia Mundial da Poesia

Publicado

|

A Direção Regional da Cultura, através das Bibliotecas Públicas e Arquivos Regionais sob a sua tutela, associa-se às comemorações do Dia Mundial da Poesia, que se celebra anualmente a 21 de março.

Na Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada está patente até 31 de março uma mostra de originais de cartas de amor e de manuscritos poéticos pertencentes ao acervo documental da instituição, e que se destina a comemorar conjuntamente o Dia de São Valentim, assinalado a 14 de fevereiro, e o Dia Mundial da Poesia.

Entre os documentos expostos estão cartas e poemas escritos por algumas personalidades ilustres da cultura, como Natália Correia, Vitorino Nemésio, Teófilo Braga e Almeida Garrett.

Com o objetivo de aproximar a poesia dos utilizadores da Biblioteca, será também apresentado um “varal de poesia”, com cópias das transcrições dos manuscritos poéticos expostos e de outros autores, convidando quem passa a ‘colher’ um poema.

Por seu lado, a Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro, em Angra do Heroísmo, associa-se a estas comemorações, promovendo a realização de várias atividades.

Na quinta-feira, 21 de março, pelas 21h00, terá lugar a iniciativa “Poemas DiVersos”, que inclui a leitura de seis poetas contemporâneos por António Braga, Cláudia Cardoso, Dulce Brasil, Luís Peixoto, Nélio Lourenço e Sandra Garcia, e a realização do concerto “Florbela Espanca em Fado”, com Fábio Ourique, Tiago Lima, Pedro Morais e Paulo Cunha, num momento em que se recordarão o 125.º aniversário do nascimento da poetisa.

Para além deste evento, a Biblioteca promove, de hoje até 23 de março, a realização de uma mostra de livros de poesia que visa dar a conhecer e divulgar este género literário junto dos leitores.

Fonte: GACS

Continuar a Ler

+ Populares