Connect with us

Regional

Governo dos Açores alavanca projetos de investigação e desenvolvimento na área da energia

GACS

Publicado

|

Fotos: GaCS

O Diretor Regional da Ciência e Tecnologia sublinhou, na Ribeira Grande, que os Açores são “um dos sítios no mundo com maiores recursos geotérmicos exploráveis”, a par de países como a Islândia, a Nova Zelândia e o Japão ou o estado norte-americano do Havai, referindo que é necessário aproveitar o potencial da Região nesta área “para gerar conhecimento e riqueza”.



Bruno Pacheco falava quarta-feira à margem de uma visita de campo ao projeto europeu HEATSTORE – High Temperature Underground Thermal Energy Storage, que tem como um dos parceiros o IVAR – Instituto de Investigação em Vulcanologia e Avaliação de Riscos da Universidade dos Açores.

Este projeto, financiado pelo GEOTHERMICA ERA-NET, pretende reduzir o custo e os riscos do armazenamento de energia térmica subterrânea, bem como melhorar o desempenho de tecnologias associadas, sendo que os Açores estão a ser utilizados como local de estudo.

Segundo o Diretor Regional, este projeto é “mais um exemplo de uma aposta que o Governo dos Açores tem vindo a fazer na diversificação de fontes de financiamento para áreas não alinhadas com a RIS3 (Estratégia de Investigação e Inovação para a Especialização Inteligente), como é o caso da energia”.

“Encontrámos nas tipologias da ERA-NET uma forma de enquadrar as nossas equipas de investigação, como é o caso do IVAR, [em consórcios internacionais]”, disse, referindo que esta equipa de investigação dos Açores, em conjunto com as outras equipas de nove países, está a promover o HEATSTORE.

Segundo Bruno Pacheco, este projeto, que conta com um financiamento de cerca de 100 mil euros do Fundo Regional para a Ciência de Tecnologia, é um bom exemplo de como “a integração em consórcios de âmbito mais alargado é um dos passos para ganhar massa crítica e para perceber em que áreas podemos melhorar e em que áreas, de facto, somos bons”.

O Diretor Regional sublinhou que o Governo dos Açores, através dos vários mecanismos do tipo ERA-NET, alocou mais de 800 mil euros para financiar “projetos de investigação fora da RIS3, em áreas como a geotermia, passando pelas doenças neurodegenerativas e pela biotecnologia”.

Neste sentido, o Diretor Regional referiu que o Executivo açoriano pretende “dar um sinal de que está disponível para, juntamente com as entidades do Sistema de Científico e Tecnológico dos Açores, perceber que fontes de financiamento existem e de que forma a Região se podem posicionar para ter acesso a essas fontes de financiamento”.

Bruno Pacheco salientou ainda que pretende que haja cada vez mais envolvimento das empresas em projetos de investigação, apontando como exemplo a EDA Renováveis, “parceira associada do HEATSTORE, que fornece dados ao IVAR, e que poderá ser uma utilizadora dos ‘outputs’ do projeto”.

Coordenado pela Holanda, o HEATSTORE conta com 24 parceiros de nove países, sendo que Portugal está representado pela equipa de investigação do IVAR da Universidade dos Açores.

Regional

Detenção de abusador sexual em Santa Maria – PJ

Publicado

|

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Ponta Delgada, identificou e deteve um indivíduo do sexo masculino, pela presumível prática do crime de abuso sexual de criança, na sua forma agravada, de que foi vítima uma menina de 4 anos de idade.

Os abusos ocorreram no passado mês de setembro, na ilha de Santa Maria, num contexto de proximidade familiar.

O suspeito aproveitou o facto de ter ficado com a guarda da criança, por escassos dias, para a molestar sexualmente.

O detido, com 49 anos de idade, funcionário autárquico, foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida coativa de prisão preventiva.

Continuar a Ler

Cultura / Eventos

Conversa literária na Caloura assinala 270 anos da chegada dos Açorianos a Santa Catarina

GACS

Publicado

|

Por

O Governo dos Açores promove sábado, 20 de outubro, pelas 18H00, no Centro Cultural da Caloura, em São Miguel, a realização da iniciativa ‘Conversa à volta das letras’, subordinada ao tema ‘Açores e Santa Catarina: aproximações literárias’.

Esta ‘conversa’ sobre a literatura de expressão açoriana e a influência dos Açores na produção literária santa catarinense conta com a presença do Secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas, Rui Bettencourt, e tem como oradores os escritores e professores universitários Lélia Nunes, de Santa Catarina, no Brasil, e do açoriano Vamberto Freitas, estando a moderação a cargo de Aníbal Pires.

O programa do evento inclui ainda um momento musical com Ricardo Melo, músico açoriano e professor de Educação Musical, que tem contribuído para o estudo, difusão e gosto pela Viola da Terra.

Esta iniciativa, de entrada livre e aberta a todos os interessados, integra as comemorações do 270.º aniversário da presença açoriana em Santa Catarina e insere-se nas atividades no âmbito do Ano Europeu do Património Cultural 2018.

O ano de 2018 foi declarado ‘Ano dos Açores’ em Florianópolis, reconhecendo o contributo da presença açoriana e do seu legado cultural para o desenvolvimento desta cidade e do Estado de Santa Catarina, onde a 22 de fevereiro de 1748 desembarcaram os primeiros Açorianos que emigraram para este Estado do sul do Brasil.

Após 270 anos, as marcas da presença açoriana no património material e imaterial são bem visíveis, nomeadamente na literatura, bem como a dinâmica de várias organizações que desenvolvem diversas iniciativas em prol da Açorianidade em Santa Catarina.

Continuar a Ler

Regional

Vasco Cordeiro reeleito Presidente de organização que representa 150 regiões europeias

GACS

Publicado

|

Por

Foto: GACS

O Presidente do Governo dos Açores foi reeleito, por unanimidade e aclamação, para um terceiro mandato como Presidente da Conferência das Regiões Periféricas e Marítimas da Europa (CRPM), organização que representa cerca de 150 regiões europeias, congregando um total de 200 milhões de habitantes.

A reeleição de Vasco Cordeiro para um novo mandato de dois anos decorreu esta quinta-feira, no Funchal, no órgão de direção política da CRPM, que reúne um representante por Estado, no âmbito da 46.ª Assembleia Geral desta organização.

O Presidente do Governo dos Açores assumiu pela primeira vez a presidência da CRPM em 2014, na cidade sueca de Umeå, tendo sido reeleito, por unanimidade, em 2016, na Assembleia-Geral que decorreu em Ponta Delgada.

Com esta reeleição foram também indicados os novos Vice-Presidentes da CRPM que acompanharão Vasco Cordeiro na execução do seu terceiro mandato, oriundos de regiões da Noruega, Grécia, Suécia, Holanda, Itália e Roménia, assim como foi definida a nova composição do órgão de direção política da organização.

Na proposta eleitoral que apresentou às cerca de 150 regiões que compõem a CRPM, Vasco Cordeiro comprometeu-se com a “defesa intransigente dos interesses das regiões periféricas e marítimas da Europa e dos princípios inspiradores da ação conjunta, como contributo para uma ação europeia que respeite a subsidiariedade e a proporcionalidade, bem como a governação multinível e o poder regional”.

A CRPM tem por missão a defesa dos interesses dos seus membros junto de instituições nacionais e europeias, através da promoção da coesão económica, social e territorial e do poder regional na Europa, bem como do reforço da dimensão periférica e marítima da Europa.

Nesse sentido, a CRPM tem desenvolvido um amplo trabalho de desenvolvimento de políticas e influência junto das instituições comunitárias, com particular incidência para as Políticas de Coesão, Política Marítima Integrada, Política de Transportes e Estratégias Macro-Regionais.

Continuar a Ler

+ Populares