Connect with us

Cultura / Eventos

Festival Walk&Talk regressa à ilha Terceira com três novas criações de arte urbana

Agência Lusa

Publicado

|

O festival Walk&Talk, criado há oito anos na ilha de São Miguel, nos Açores, estende-se à ilha Terceira pelo terceiro ano consecutivo, de quarta-feira a sábado, com espetáculos de dança, vídeo e música, criações arte urbana e outras atividades.



Este ano estão previstos três novos projetos de arte urbana, “cujo processo de criação foi motivado pela partilha de histórias e experiências entre artistas convidados e membros da comunidade local”, avançou a organização numa nota de imprensa.

Neste sentido, Mariana Malhão colaborou com a arquivista Carolina Costa, Mariana Miserável com o engenheiro florestal Miguel Ferreira e Tiago Galo com o arqueólogo José Luís Neto.

No âmbito do Walk & Talk já foram criados nove projetos de arte urbana na ilha Terceira, sendo que seis deles serão dados a conhecer numa visita guiada, agendada para sábado.

O festival arranca na quarta-feira, às 21:00 (mais uma hora em Lisboa), com ‘Cuore’ de Lígia Soares, “um espetáculo sonorizado pelos próprios espetadores e que os convida a ocuparem o palco que estará montado no Jardim Duque da Terceira”, estreado na edição deste ano do Walk & Talk em São Miguel.

Este ano, o festival traz pela primeira vez aos Açores o ‘Fuso – Anual de Vídeo Arte Internacional de Lisboa’, com o programa ‘Reload’, que tem curadoria de Marta Mestre, e mostra 12 trabalhos de autores portugueses e estrangeiros.

A mostra de “obras em vídeo que cruzam as artes plásticas, a performance, o cinema, a literatura e os meios digitais” será exibida nos claustros do Museu de Angra do Heroísmo, na quarta e na quinta-feira.

Na sexta-feira, o Walk&Talk vai à Escola Básica e Secundária Tomás de Borba com uma aula aberta da artista Maria Malhão.

À noite, pelas 21:30, na Rua do Galo, a iniciativa ‘Talk About’ convida a uma “reflexão crítica e aberta sobre questões associadas à produção artística contemporânea e às especificidades dos Açores enquanto contexto de criação e programação”.

Desde 2011, o festival Walk&Talk já acolheu “mais de duas centenas de artistas” e criou um circuito de arte urbana que atualmente é formado “por cerca de 70 intervenções, de caráter mais ou menos efémero, mapeadas e visitáveis todo o ano”, nas ilhas de São Miguel e Terceira.

Cultura / Eventos

Museu de Angra do Heroísmo promove concerto com o Quinteto de Carlos Alberto Moniz

Publicado

|

A Direção Regional da Cultura, através do Museu de Angra do Heroísmo e no âmbito das comemorações do 70.º aniversário da sua criação oficial e do 50.º aniversário da sua instalação no Edifício de São Francisco, promove sábado, 30 de março, a realização de um concerto intitulado “Canções de Abril”, com o Quinteto de Carlos Alberto Moniz.

O concerto, com entrada livre, terá lugar na Igreja de Nossa Senhora da Guia, a partir das 21h30, retomando temas imortalizados pela Revolução dos Cravos, como ‘Trova do tempo que passa’ ou ‘Canta, canta, amigo canta’, a par de composições originais de Carlos Alberto Moniz e José Jorge Letria.

Para além de Carlos Alberto Moniz, na voz e viola, estarão em palco Domingos Silva (piano), Edu Miranda (bandolim e guitarra), João Ferreira (percussão) e Pedro Santos (acordeão).

A Direção Regional da Cultura informa que este e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço www.culturacores.azores.gov.pt.

Fonte: GACS

Continuar a Ler

Cultura / Eventos

Biblioteca Pública Luís da Silva Ribeiro, em Angra do Heroísmo, assinala Dia Nacional do Estudante

Publicado

|

A Direção Regional da Cultura, através da Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro, em Angra do Heroísmo, associa-se sexta-feira, 22 de março, às comemorações do Dia Nacional do Estudante.

A programação prevista para essa data, pelas 11H00, que também visa divulgar o Serviço de Leitura e Empréstimo Domiciliário, passa pela utilização do ‘Mannequin Challenge’, que consiste na realização de um vídeo onde um grupo de pessoas fica imóvel, como um manequim, durante um certo período de tempo.

Esta é uma forma de promover a interação dos leitores, nomeadamente os estudantes, com as atividades da biblioteca e de lhes dar a conhecer a Sala de Leitura e Empréstimo Domiciliário.

O Dia Nacional do Estudante foi promulgado pela Assembleia da República em 1987 e comemora-se anualmente a 24 de março.

A celebração da data pretende relembrar as dificuldades e os obstáculos enfrentados pelos estudantes na década de 60, aquando da crise académica vivida em Portugal.

Para além de uma homenagem aos estudantes, esta comemoração relembra que a Educação constitui um direito constitucional no nosso país.

A Direção Regional da Cultura informa que este e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço www.culturacores.azores.gov.pt.

Continuar a Ler

Cultura / Eventos

Açores associam-se às comemorações do Dia Mundial da Poesia

Publicado

|

A Direção Regional da Cultura, através das Bibliotecas Públicas e Arquivos Regionais sob a sua tutela, associa-se às comemorações do Dia Mundial da Poesia, que se celebra anualmente a 21 de março.

Na Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada está patente até 31 de março uma mostra de originais de cartas de amor e de manuscritos poéticos pertencentes ao acervo documental da instituição, e que se destina a comemorar conjuntamente o Dia de São Valentim, assinalado a 14 de fevereiro, e o Dia Mundial da Poesia.

Entre os documentos expostos estão cartas e poemas escritos por algumas personalidades ilustres da cultura, como Natália Correia, Vitorino Nemésio, Teófilo Braga e Almeida Garrett.

Com o objetivo de aproximar a poesia dos utilizadores da Biblioteca, será também apresentado um “varal de poesia”, com cópias das transcrições dos manuscritos poéticos expostos e de outros autores, convidando quem passa a ‘colher’ um poema.

Por seu lado, a Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro, em Angra do Heroísmo, associa-se a estas comemorações, promovendo a realização de várias atividades.

Na quinta-feira, 21 de março, pelas 21h00, terá lugar a iniciativa “Poemas DiVersos”, que inclui a leitura de seis poetas contemporâneos por António Braga, Cláudia Cardoso, Dulce Brasil, Luís Peixoto, Nélio Lourenço e Sandra Garcia, e a realização do concerto “Florbela Espanca em Fado”, com Fábio Ourique, Tiago Lima, Pedro Morais e Paulo Cunha, num momento em que se recordarão o 125.º aniversário do nascimento da poetisa.

Para além deste evento, a Biblioteca promove, de hoje até 23 de março, a realização de uma mostra de livros de poesia que visa dar a conhecer e divulgar este género literário junto dos leitores.

Fonte: GACS

Continuar a Ler

+ Populares