Connect with us

Desporto

Sporting de Braga vence Sporting e junta-se ao Benfica na liderança – RESUMO

Agência Lusa

Publicado

|

O Sporting de Braga venceu o Sporting por 1-0, no encerramento da quinta jornada da I Liga de futebol, e segue na liderança da tabela ao lado do Benfica.



Depois da vitória dos ‘encarnados’ no domingo, na receção ao Desportivo das Aves (2-0), a pressão estava nos minhotos e nos lisboetas, que, com 10 pontos, tinham partilhado até à entrada da quinta ronda a liderança do campeonato com as ‘águias’.

Num jogo dividido e sem grandes oportunidades de golo, foi um tento do brasileiro Dyego Sousa a decidir o encontro, a passe do ‘substituto’ Eduardo.

Com os adeptos a mostrarem crença no título – um enorme pano mostrou a mensagem: “ousem voar, façam-nos acreditar!” -, a equipa bracarense foi pragmática e mostrou estofo para, pelo menos, lutar com os três ‘grandes’ por esse objetivo.

Para os ‘leões’, esta foi a primeira derrota desde o regresso de José Peseiro ao comando técnico da equipa, em sete jogos, ficando agora a três pontos dos dois líderes e no quinto posto.

Com a vitória de sábado no reduto do Vitória de Setúbal (2-0), o campeão em título FC Porto fecha a ronda no terceiro posto com 12 pontos, sendo seguido por um trio com 10.

Além do Sporting, o Rio Ave chegou a esse pecúlio, e ao quarto lugar, ao vencer nos Açores o Santa Clara (3-1), enquanto o Marítimo é sexto, após empate a zero com o Belenenses.

O Sporting de Braga ainda não perdeu em todas as competições, ainda que tenha sido eliminado pelo Zorya, no ‘play-off’ da Liga Europa, devido à regra dos golos marcados fora de casa, após dois empates, e nas competições nacionais cedeu apenas uma igualdade, na visita ao Santa Clara (3-3).

“A cada vitória que tivermos, vou-me lembrar sempre da derrota com o Zorya. Digo-lhes isto todas as semanas. Lembro-me sempre desses dois empates injustos que nos custaram”, recordou o técnico Abel Ferreira, na ‘flash interview’ que se seguiu ao jogo.

Por seu lado, a ‘ressaca’ europeia pesou ao Sporting, que vinha de uma vitória caseira frente ao Qarabag (2-0), na primeira jornada da fase de grupos da Liga Europa.

O técnico dos ‘verdes e brancos’, José Peseiro, admitiu no final que a equipa saía “triste, porque queria vencer”, mas reforçou a ideia de “trilhar um caminho”.

Desporto

Sérgio Conceição salienta ambição de vencer Taça de Portugal

Agência Lusa

Publicado

|

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, alertou hoje para a dificuldade na preparação da estreia na Taça de Portugal em futebol frente ao Vila Real, mas manifestou a ambição de vencer a prova.

O técnico voltou a frisar que “vencer a Taça de Portugal é um sonho” que ainda não conseguiu concretizar, mas que espera fazê-lo já esta época.

“Temos de estar precavidos para estes jogos. Tenho muito apreço e carinho por esta competição, tive oportunidade de a ganhar ao serviço do FC Porto como jogador. Infelizmente, não consegui vencer a final em que estive presente ao serviço do Sporting de Braga. Tenho o sonho de ganhar esta bonita competição. É uma prova que encerra a época desportiva num dia de grande festa. Acho que é fantástico”, disse.

Sérgio Conceição alertou ainda para as dificuldades do jogo frente ao Vila Real, equipa que joga nos escalões distritais da Associação de Futebol de Vila Real.

“Quando se representa um clube como o FC Porto todas as competições são para ganhar. A Taça de Portugal não é diferente. Preparámos a partida com seriedade e com o respeito que o adversário merece. Vamos jogar contra amadores, mas não vai existir facilitismo. Lembro-me que este adversário o ano passado jogou com o Desportivo das Aves e só perdeu nos últimos minutos. Hoje em dia não há jogos fáceis, todas as equipas trabalham bem. Há uma diferença de qualidade, obviamente, embora por vezes os encontros se tornem equilibrados pela motivação que as equipas mais pequenas têm”, completou.

O treinador do FC Porto admitiu também que os compromissos de seleções das últimas semanas, e que retiraram alguns jogadores aos ‘dragões’, criaram alguns problemas na preparação do jogo com o Vila Real, a contar para a terceira eliminatória da Taça de Portugal.

“Limita sempre aquilo que é o trabalho e a preparação dos jogos. Tivemos muitas ausências. Alguns dos meus jogadores chegaram hoje, ainda não os vi, e nesse sentido, sem dúvida, que interfere e de que maneira na preparação do jogo. A equipa que vai entrar nesse jogo tem a ver exatamente com isso, com os jogadores que estiveram connosco durante a semana”, explicou o treinador em conferência de imprensa.

Sérgio Conceição foi também abordado sobre as palavras de Pinto da Costa, presidente portista, acerca de Herrera, quando afirmou que o médio mexicano terá pedido seis milhões de euros para renovar contrato.

“Em todos os clubes acontece, o ano passado tivemos a mesma situação. O presidente é soberano, temos de aceitar e não comentar. Tive a oportunidade de falar com o Herrera sobre este jogo e sinceramente não falei em nada do que foi comentado pela imprensa. Tudo aquilo que são contratos e que anda à volta do futebol deixamos à porta do Olival. Estamos atentos, mas o nosso foco está no trabalho diário”, disse.

O FC Porto, da I Liga de futebol, defronta na sexta-feira, às 20:15, no Complexo Desportivo Monte da Forca, o Vila Real, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal.

Continuar a Ler

Desporto

Sub-21 lusos disputam acesso ao Europeu de sub-21 com Grécia, Polónia ou Áustria

Agência Lusa

Publicado

|

A seleção portuguesa de futebol de sub-21 vai defrontar Grécia, Polónia ou Áustria nos ‘play-offs’ de acesso à fase final do Europeu da categoria de 2019, que se realiza na Itália e São Marino.

Portugal acabou hoje como o quarto melhor segundo colocado dos nove grupos de qualificação, o último que tinha acesso aos ‘play-offs’, ao bater em casa a Bósnia-Herzegovina por 4-2, com tentos de André Horta, João Félix, Diogo Gonçalves e Heriberto, quatro jogadores formados no Benfica.

Nas contas para os melhores segundos, que não contabilizavam os resultados com os sextos colocados, o conjunto comandado por Rui Jorge – que foi segundo do grupo 8, com 22 pontos, contra 24 da Roménia – totalizou 16 pontos.

Portugal fez pior do que Polónia (20 pontos), Grécia (19) e Áustria (16) – fechou com 17-7 em golos, contra 17-11 de Portugal -, mas melhor do que Irlanda do Norte e Suécia (ambas com 14), Holanda e Eslovénia (as duas com 12) e Noruega (11).

O sorteio dos ‘play-offs’, que se realizam a duas mãos, entre 12 e 20 de novembro, está agendado para sexta-feira.

Para a fase final, que se realiza de 16 a 30 de junho de 2019, em Itália e São Marino, qualificaram-se hoje Dinamarca, Bélgica e Roménia, que se juntaram a Itália (coanfitriã), Croácia, Espanha, Inglaterra, Alemanha, Sérvia e França.

Seleções já qualificadas para a fase final:

Itália (coanfitriã).

Croácia (Grupo 1)

Espanha (Grupo 2)

Dinamarca (Grupo 3)

Inglaterra (Grupo 4)

Alemanha (Grupo 5)

Bélgica (Grupo 6)

Sérvia (Grupo 7)

Roménia (Grupo 8)

França (Grupo 9)

Seleções apuradas para o ‘play-off’ (x):

Gr. 1: Grécia (19 pontos).

Gr. 3: Polónia (20).

Gr. 7: Áustria (16).

Gr. 8: Portugal (16).

Segundos classificados que falharam o ‘play-off’ (x):

Gr. 2: Irlanda do Norte (14).

Gr. 4: Holanda (12).

Gr. 5: Noruega (11).

Gr. 6: Suécia (14).

Gr. 9: Eslovénia (12).

(x) – Pontuação com que acabaram o grupo, retirando os resultados com o sexto classificado.

Nota: Qualificaram-se diretamente para a fase final os vencedores dos nove grupos de qualificação, juntando-se à Itália. Os quatro melhores segundos disputam os ‘play-offs’, para apurar as duas últimas seleções.

Continuar a Ler

Desporto

Liga das Nações: Portugal vence na Polónia e fica a um ‘passo’ das meias-finais

Agência Lusa

Publicado

|

A seleção portuguesa de futebol deu um passo de gigante rumo às meias-finais da Liga das Nações, ao vencer por 3-2 a Polónia, em Chorzow, no terceiro encontro do Grupo 3 da Liga A.

A formação da casa abriu, por Krzysztof Piatek, aos 18 minutos, e fechou, por Jakub Blaszczykowski, aos 77, o mercador, mas, pelo meio, Portugal marcou três golos, por André Silva, aos 31, Kamil Glik, na própria baliza, aos 43, e Bernardo Silva, aos 52.

Na classificação, e finalizada a primeira volta, Portugal, que se tinha estreado com um triunfo por 1-0 na receção à Itália, passou a somar seis pontos, contra um de italianos e polacos.

A formação das ‘quinas’ volta a jogar a 17 de novembro, em Itália, sem Pepe, que hoje viu o segundo amarelo em dois jogos, mas pode garantir as meias-finais já no domingo, se a Polónia e a Itália voltarem a empatar, em Chorzow.

Continuar a Ler

+ Populares