Connect with us

Regional

Governo dos Açores incentiva cooperação entre entidades, afirma Ana Cunha

GACS

Publicado

|

Foto: GaCS/JF

O LREC – Laboratório Regional de Engenharia Civil e o NONAGON – Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel, assinaram hoje, em Ponta Delgada, um protocolo que visa promover e potenciar a realização de iniciativas que aprofundem a cooperação em áreas de interesse comum, nomeadamente a investigação e desenvolvimento tecnológico no domínio da Engenharia Civil e dos materiais endógenos do arquipélago.



Na cerimónia de assinatura deste protocolo, a Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas afirmou que, com mais esta iniciativa, “o Governo dos Açores continua a incentivar a ligação entre as mais diversas entidades, com vista à disponibilização de recursos e oferta de formação em vários setores de atividade, nomeadamente nas áreas ligadas à construção civil e às obras públicas”.

Ana Cunha frisou que a Associação NONAGON “assume, na sua visão e missão, o compromisso de facilitar o empreendedorismo e a inovação de base tecnológica, pelo que é um parceiro que consideramos valioso e preferencial na implementação desta estratégia de parcerias”.

“Com este protocolo, a NONAGON reforça o seu papel preponderante na preparação do futuro dos seus parceiros e utilizadores”, acrescentou.

A Secretária Regional salientou ainda que “o LREC tem por missão promover a investigação científica aplicada às especificidades regionais e ao desenvolvimento tecnológico no domínio da engenharia civil, bem como disponibilizar, a todas as entidades públicas e privadas que o solicitem, um conjunto de serviços de natureza laboratorial e de controlo da qualidade, com a garantia de idoneidade e de isenção”.

Recentemente tem sido estabelecida a cooperação entre o LREC e outras entidades, como o Laboratório Regional de Engenharia Civil da Madeira e a Associação Passivhaus Portugal, entre outras.

“O Governo dos Açores valoriza muito o estabelecimento destas novas formas de cooperação, numa perspetiva de enriquecimento recíproco, nomeadamente nos domínios da investigação técnica e científica, na realização de seminários, de workshops, de congressos, na realização de cursos de formação específicos, e outras ações que se considerem relevantes”, frisou a Secretária Regional.

Para Ana Cunha, “a divulgação e disseminação do conhecimento científico e tecnológico é uma necessidade da sociedade atual, partilhada pelo Governo dos Açores, e que, face à localização geográfica do arquipélago se torna ainda mais imperiosa”.

A Secretária Regional adiantou ainda que será apresentada em breve a Plataforma de Indústria Criativa dos Açores, que visa “envolver diversos intervenientes com competências ao nível do design industrial, design de produto, design conceptual, engenharia de materiais, entre outros, e aplicar os conhecimentos destas áreas no desenvolvimento de novos produtos a partir de materiais endógenos dos Açores”.

Esta plataforma, salientou Ana Cunha, pretende “levar a que esses novos produtos e materiais sejam utilizados no setor da construção, da reabilitação, sobretudo, mas não exclusivamente, em unidades turísticas de diferentes tipologias, gerando mais rendimento para a fileira dos materiais de construção, ao mesmo tempo que se cria uma diferenciação única para a oferta dos Açores e acrescenta valor a esta área de atividade económica, que tem conhecido um crescimento exponencial na Região”.

“Importa, por isso, continuar o esforço de qualificação e de diferenciação, estando o Governo disponível para, em conjunto com as entidades que assim o entendam, continuar a colaborar e a desenvolver atividades e parcerias”, assegurou Ana Cunha.

Regional

Porto de Ponta Delgada com mais 40% de capacidade para movimento de contentores

GACS

Publicado

|

Por

O Presidente do Governo garantiu  que o investimento de cerca de 31 milhões de euros no Porto de Ponta Delgada tem o objetivo de tornar a operação portuária mais fácil, mais rápida e mais eficiente para os empresários e para a economia.

“Esta obra de cerca de 31 milhões de euros, cujo concurso público para a empreitada está a decorrer, tem o objetivo claro de tornar mais fácil, mais rápida e mais eficiente para a nossa economia e para os nossos empresários a operação no Porto de Ponta Delgada”, afirmou Vasco Cordeiro.

O Presidente do Governo falava aos jornalistas, depois de ter visitado as obras em curso de reforço do manto de proteção do molhe, um outro investimento de cerca de nove milhões de euros, na sequência dos temporais de dezembro de 2015 e janeiro de 2016.

Vasco Cordeiro salientou que a obra de 31 milhões de euros traduz-se no aumento do cais acostável, na dragagem das bacias de manobra, mas, fundamentalmente, num crescimento à volta dos 40 por cento da capacidade de parqueamento de contentores do Porto de Ponta Delgada.

“Se somados os contentores de 20 e 40 pés, passaremos de uma capacidade que, neste momento, é de 566 lugares para 774 lugares de parqueamento de contentores”, sublinhou Vasco Cordeiro, ao salientar que é também por isso que este investimento garante que vai ser mais fácil, mais rápida e mais eficiente a operação portuária em Ponta Delgada.

Após ter visitado os trabalhos, no âmbito da visita de trabalho que o Governo está a efetuar a São Miguel, Vasco Cordeiro adiantou ainda que estas empreitadas fazem parte de um conjunto de outras intervenções que decorrem em estruturas portuárias e similares em todas as ilhas da Região, as quais, nesta legislatura, significam cerca de 100 milhões de euros de investimento.

“No Corvo, temos as obras do Porto da Casa, que estão a decorrer, nas Flores, as obras do Porto das Poças, que também estão a decorrer, no Faial, foi já aprovado o lançamento do concurso para a segunda fase da requalificação do porto comercial, que aguarda por estudos do ponto de vista de impacte ambiental”, disse Vasco Cordeiro.

Além destas, em São Jorge, estão em fase de conclusão as obras do cais comercial das Velas, na Terceira, até final do ano estarão definidas as obras no Porto de Pipas, na Graciosa, está a decorrer a obra de requalificação da zona da Barra, em Santa Maria, está previsto lançar a obra de reforço do manto de proteção, e, no Pico, estão a decorrer obras de recuperação dos estragos do mau tempo no Porto da Madalena, estando também em fase final os estudos sobre o Terminal de Passageiros de São Roque.

Ainda no âmbito das condições de segurança do Porto de Ponta Delgada, está também em curso a recuperação do chamado Cais NATO, um investimento de cerca de cinco milhões de euros da responsabilidade do Governo da República.

Continuar a Ler

Cultura / Eventos

Conferências na Boa Nova analisam 100 anos de motorização do Exército português

GACS

Publicado

|

Por

A Direção Regional da Cultura, através do Museu de Angra do Heroísmo, promove sexta-feira, 16 de novembro, pelas 20h00, no Núcleo de História Militar Manuel Coelho Baptista de Lima, a realização de mais uma sessão do ciclo ‘Conferências na Boa Nova’ , desta vez subordinada ao tema “100 anos de Motorização do Exército Português.”

Nesta comunicação, Luís Afonso Costa abordará um século de utilização de viaturas automóveis no Exército português, desde a aquisição das primeiras viaturas no início do século XX, passando pelos anos da Grande Guerra, os anos 30 e o início da motorização em grande escala de muitas das unidades do Exército.

O período da Segunda Guerra Mundial e a consequente aquisição de material para a defesa de Portugal, a defesa das ilhas atlânticas e das colónias de África e do Oriente serão também alvo de análise, bem como os compromissos de defesa assumidos no âmbito da NATO, o deflagrar da guerra colonial e a utilização de viaturas em África.

Na sua comunicação, Luís Costa vai ainda abordar os novos compromissos de defesa assumidos com a NATO nos anos 70 e 80 e as novas missões atribuídas ao Exército nos anos 90 e no início do século XXI, em que as viaturas automóveis sempre estiveram presentes.

Luís Afonso Costa dedica-se à investigação histórica sobre as viaturas utilizadas pelo Exército, sendo sócio fundador da Associação Portuguesa de Veículos Militares e colaborador do Museu Militar de Elvas, na área do restauro, conservação e divulgação da história das viaturas militares portuguesas.

A Direção Regional da Cultura informa que este e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço www.culturacores.azores.gov.pt.

Continuar a Ler

Regional

Stand dos Açores distinguido na XI Bienal Ibérica do Património Cultural, em Espanha

GACS

Publicado

|

Por

Os Açores, através da Direção Regional da Cultura, sob a tutela da Secretaria Regional da Educação e Cultura, foram distinguidos com o segundo lugar no Prémio Internacionalização do Património 2018, atribuído no final da XI Bienal Ibérica do Património Cultural, que encerrou domingo em Valladolid, Espanha.

O Prémio Internacionalização da AR&PA – Bienal Ibérica do Património Cultural, patrocinado pela Junta de Castela e Leão e pela Spira – Agência de Revitalização Patrimonial, destina-se às entidades públicas e privadas participantes com expositores nesta Bienal e com capacidade de internacionalização dos seus produtos e serviços.

A votação foi efetuada pelo público da Bienal, que registou este ano mais de 20 mil visitantes, e por um júri composto por elementos representantes das entidades promotoras do prémio.

A Direção Regional da Cultura participou na Bienal com um stand institucional, que partilhou da identidade gráfica criada para o Ano Europeu do Património Cultural, de forma a promover os oito museus regionais, o Ecomuseu do Corvo e o Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas.

Remetendo para o imaginário das “Ilhas de Cultura”, esta identidade gráfica comum explora imagens relacionadas com a comunidade, o território e a paisagem, em articulação com as diversas formas de expressão cultural, da literatura à música, passando pelas artes e ofícios tradicionais.

A narrativa parte de uma seleção de peças emblemáticas de cada espaço, complementadas por um conjunto de palavras-chave, que inspiram e convidam a visitar as infraestruturas culturais a que se referem.

Continuar a Ler

+ Populares