Connect with us

Mundo

Assinantes digitais do New York Times vão superar 4 milhões em breve – presidente

Agência Lusa

Publicado

|

Foto: Carlos Eduardo

O jornal The New York Times vai superar em breve o limiar dos quatro milhões de assinantes, afirmou hoje o seu presidente executivo, mas os investidores estão preocupados com a diminuição da velocidade do seu crescimento.

No segundo trimestre, o grupo acrescentou 109 mil assinantes líquidos às suas edições exclusivamente digitais.

No final de junho, o diário de referência nova-iorquino contava 2,89 milhões de assinantes digitais e 3,8 milhões no total, incluindo os que só recebem a edição impressa.

Desde o fim de 2016, depois da campanha eleitoral presidencial, um período próspero para a publicação, o New York Times ganhou cerca de um milhão de assinantes.

“Vamos passar em breve o limiar de três milhões de assinantes digitais e quatro milhões no total”, indicou Mark Thompson, durante uma conferência telefónica para apresentação de resultados.

Mas os investidores retiveram sobretudo a diminuição do ritmo de crescimento dos assinantes digitais, depois de uma subida de 139 mil no primeiro trimestre e 157 mil nos três últimos meses de 2017.

Esta diminuição penalizou o título, que estava a perder 5,86% às 19.20 de Lisboa, quando a praça nova-iorquina recuava 0,13%.

Thompson reconheceu que o ganho era “inferior ao que se viu nos últimos trimestres, mas sensivelmente superior à média dos segundos trimestres”.

Indicou ainda que esta diminuição era devido, em parte, à redução do investimento em marketing na rede social Facebook, devido ao contencioso, que está em vias de resolução, com esta empresa.

As receitas das assinaturas representaram no segundo trimestre 62,8% do volume de negócios, acima da metade (50,5%) que registavam há cinco anos.

“Continuamos a pensar que existe uma via significativa para fazer crescer sensivelmente esta base”, declarou Thompson.

Esta progressão compensou, em parte, a descida das receitas publicitárias.

O volume de negócios relativo às assinaturas subiu 4,2% em relação às de um ano, ao passo que as receitas de publicidade desceram 9,9%.

Esta descida das receitas de publicidade atinge mesmo os 42% quando se compara com os valores de 2013.

Mesmo as receitas da publicidade em linha, habitual motor de crescimento, recuaram 7,5% em relação ao mesmo período de 2017.

No total, o volume de negócios subiu 4,2% em relação ao mesmo período do ano passado, para os 414 milhões de dólares (356 milhões de euros).

O resultado líquido foi de 23 milhões de dólares, uma subida de 51%, variação atribuída a um efeito de base, uma vez que em 2017 tinha havido uma série de custos provocados por um plano de saída de trabalhadores.

Mundo

Terramoto de magnitude 6,3 atinge Ilhas Lealdade sem registo de vítimas

Agência Lusa

Publicado

|

Um terramoto de magnitude 6,3 atingiu as Ilhas Lealdade, um arquipélago do território francês da Nova Caledónia, no Pacífico Sul, sem registo para já de vítimas e danos ou risco de tsunami destrutivo, segundo as autoridades.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), que monitoriza a atividade sísmica global, registou o hipocentro a 10 quilómetros de profundidade.

O USGS localizou o abalo a 170 quilómetros a leste de Tadine, na ilha da Maré, e a 314 quilómetros a leste de Noumea, capital da Nova Caledónia.

O Serviço de Alerta de Tsunamis do Pacífico elevou a magnitude estimada para 6,5, mas indicou que, com base em todos os dados disponíveis, “não se espera um tsunami destrutivo no Pacífico”.

A Nova Caledónia está localizada perto do chamado Anel de Fogo do Pacífico e dos vulcões submarinos da Bacia de Lau, uma zona muito afetada por abalos sísmicos.

Continuar a Ler

Mundo

Sobe para seis o número de mortos nas inundações no sudoeste de França

Agência Lusa

Publicado

|

O número de mortos nas inundações no sudoeste de França subiu para seis, após ter chovido em horas o equivalente a vários meses na região, declararam hoje as autoridades francesas.

O total de seis mortos foi anunciado pelo primeiro-ministro francês, Edouard Philippe, que se irá deslocar ao departamento de Aude hoje à tarde.

O governo regional de Aude disse que quatro mortes aconteceram nos arredores da cidade de Villegailhenc, onde a força das águas e detritos destruíram uma ponte, após a queda de chuvas torrenciais.

Em Villegailhenc, uma testemunha, Ines Siguet, disse que as águas subiram tão rapidamente que as pessoas ficaram presas nos telhados das suas casas e foram levadas de helicóptero para um local seguro.

A testemunha divulgou um vídeo de uma estrada danificada após a ponte que existia ter sido levada pelas águas.

“Não há mais nada, só há um buraco. (…) Foi muito violento”, disse Ines Siguet à Associated Press (AP) por telefone.

Outras estradas também foram afetadas com as inundações, deixando a cidade isolada, disse a estudante de 17 anos.

Alain Thirion, o autarca de Aude, disse que alguns dos mortos pareciam ter sido arrastados pelas águas das enchentes.

Na cidade de Conques-sur-Orbiel, o rio subiu mais de seis metros, declarou o Thirion.

As imagens da televisão mostravam enormes fluxos de água a passar pelas cidades e aldeias, com carros encalhados pelas ruas.

As escolas foram fechadas e as autoridades estavam a incentivar as pessoas a ficarem em casa.

Com mais de 250 intervenções dos bombeiros registadas durante a noite, o departamento de Aude foi particularmente afetado, já que, no espaço de cinco horas, entre 160 e 180 mm de água caíram sobre Carcassonne, uma situação que não se vivia desde 1891, segundo a agência de notícias francesa AFP.

Continuar a Ler

Mundo

Pelo menos oito montanhistas mortos em tempestade de neve no Nepal

Agência Lusa

Publicado

|

FOTO: Pixabay

Pelo menos oito pessoas, incluindo alpinistas sul-coreanos, morreram na sequência de uma tempestade de neve no Monte Gurja, no oeste do Nepal, anunciaram hoje as autoridades do país.

“Oito pessoas, incluindo membros de uma expedição sul-coreana, morreram no oeste do Nepal, aparentemente por causa de uma tempestade de neve”, disse o porta-voz da polícia Sailesh Thapa. Uma nona pessoa continua desaparecida.

Horas antes, as autoridades do país davam conta do desaparecimento de cinco alpinistas sul-coreanos e quatro guias nepaleses, depois de uma forte tempestade ter atingido o acampamento-base onde se encontravam.

De acordo com o oficial de polícia Bir Bahadur Budamagar, a tempestade destruiu na sexta-feira o acampamento, que fica a pelo menos um dia de caminhada da aldeia mais próxima.

Continuar a Ler

+ Populares