Connect with us

Regional

Flávio Soares alerta para a “necessidade de pensarmos no futuro das ilhas mais vulneráveis”

Publicado

|

Foto: Flavio Soares - Graciosa

O Presidente da JSD/Açores, Flávio Soares, alertou, no encerramento de uma visita à Ilha Graciosa, para a “necessidade de pensarmos no futuro das ilhas mais vulneráveis se queremos manter, num futuro próximo, os Açores como os conhecemos atualmente”.

Para o jovem social democrata, “ilhas como a Graciosa, que tem graves necessidades nas áreas da saúde e na sua dinâmica económica privada, ou constrangimentos numa área fundamental como a educação, devem ser alvo de uma reflexão aprofundada por todos os dirigentes regionais”, defende.

O dirigente esteve três dias na Graciosa, onde destacou uma proposta, já formulada pela JSD local – presidida por Daniel Silva – que visa “a criação de um local de realização de exames da Universidade Aberta na ilha, facilitando o acesso à formação superior aos graciosenses que dela necessitem. A Graciosa e o Corvo são, neste momento, as únicas ilhas açorianas que não dispõem desta possibilidade”, lembrou.

Para Flávio Soares “a Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa deve assumir a concretização desta proposta da estrutura local da JSD, a bem dos jovens graciosenses, mesmo que lhe mude o nome e não diga de onde veio”, adiantou.

“É importante criticar, mas criticar por criticar não serve de nada. São as soluções que podemos apresentar que fazem a diferença na vida das pessoas” concluiu Flávio Soares, ainda sobre a referida proposta.

Numa reunião com a Comissão Política de Ilha da JSD/Graciosa, Flávio Soares, deixou o repto público de que, com todas as forças partidárias, em conjunto e todos os açorianos, “se faça um debate sério, empenhado e estruturado, sobre o futuro da saúde, da educação e da economia em ilhas mais vulneráveis”, defendendo que “o desgoverno, as incongruências e a falta de rumo podem levar açorianos ao abandono”.

“Temos de saber para onde vamos, senão hipotecamos o nosso futuro coletivo”, concluiu Flávio Soares.

Fonte: PSD/A

Regional

Revista de Imprensa Regional – terça-feira, 14 agosto 2018

Publicado

|

Açoriano Oriental:

– “Dormidas em hotéis estabilizam apesar do aumento de turistas”

– “Nova administração com missão de viabilizar o Grupo SATA”

– “Mais açorianos estão a deixar de fumar”

Correio dos Açores:

– “Mãe parte de Ponta Delgada com aperto no coração e ao chegar a Lisboa sabe da morte do filho”

– “Governo diz que o futuro da Azores Airlines não depende da privatização”

– “James Arthur teve ataque de ansiedade no palco do festival Monte Verde”

Diário dos Açores:

– “Investigação ao caso do ‘desvio’ do helicóptero – Secretário da Saúde ignorou pedido da proteção civil para abrir inquérito”

– “792 euros – temos o salário médio mais baixo do país”

– “Açores batem recorde de cruzeiros no 1.º semestre”

Diário Insular:

– “Blogs são meio de comunicação”

– “Descarga de esgotos na baía de Angra motiva queixas ambientais”

– “Orçamento Participativo tem mais propostas da Terceira”

Continuar a Ler

Regional

Alerta Amarelo : Previsão de chuva e trovoada em sete ilhas dos Açores

GACS

Publicado

|

Por

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) informa que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA, verificando-se condições para a ocorrência de aguaceiros fortes e trovoadas também para o Grupo Central, emitiu o seguinte aviso:

Grupo Ocidental

Aviso AMARELO referente a:

PRECIPITAÇÃO

No período entre as 08H00 e as 18H00 de hoje, 14 de agosto.

Aguaceiros pontualmente fortes.

Aviso AMARELO referente a:

TROVOADA

No período entre as 08H00 e as 18H00 de hoje, 14 de agosto.

Grupo Central

Aviso AMARELO referente a:

PRECIPITAÇÃO

No período entre as 08H00 e as 18H00 de hoje, 14 de agosto.

Aguaceiros pontualmente fortes.

Aviso AMARELO referente a:

TROVOADA

No período entre as 08H00 e as 18H00 de hoje, 14 de agosto.

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores recomenda que sejam tomadas, entre outras, as seguintes medidas de autoproteção:

Mantenha limpos os seus sistemas de drenagem, bem como os adjacentes à sua residência, alerte as autoridades competentes;

Não circule sem necessidade. Pode atrapalhar a circulação das forças de segurança ou cair em buracos ocultados por lençóis de água;

Em locais não pavimentados, as águas podem causar erosão dos solos, levando à queda de muros, taludes, postes, entre outros;

Estar atento às informações e indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

GaCS/SRPCBA

Continuar a Ler

Cultura / Eventos

Canárias e Finlândia investem no Festival Cordas na ilha do Pico, Açores

Publicado

|

Maija Kauhanen estreia em Portugal no Festival Cordas com o instrumento finlandês, o kantele

A terceira edição do Festival Cordas, músicas do mundo, recebe apoio internacional. Investimento das Canárias e da Finlândia programam duas noites de música no Auditório da Madalena.

A abertura do festival dá as boas vindas ao regresso de Beselch Rodriguez e Marco del Castillo, que participaram na primeira edição do festival. Desta vez, os músicos das Canárias vêm acompanhados por Germán López que vem reforçar a presença do Timple, o instrumento típico originário do arquipélago espanhol. Maija Kauhanen estreia em Portugal apresentando um típico e antigo instrumento de cordas do folclore finlandês, o Kantele, para o concerto de sábado à noite. Maija foi um dos sucessos musicais do Womex 2017, a maior feira de músicas do mundo.

O encerramento desta terceira edição é dedicado aos músicos dos Açores, que desde já estão todos convidados para o convívio, domingo à tarde, na MiratecArts Galeria Costa. O concerto final será no Auditório da Madalena e abraça as Violas dos Açores, um programa da Associação de Juventude Violas da Terra, liderado pelo mestre Rafael Carvalho. A viola de arame dos Açores, Viola da Terra, continua a ser o destaque e razão da criação deste festival que já ocupa lugar nas listas de festivais de músicas do mundo.

Com eventos marcados em localidades como o “Santuário dos Dragoeiros”, no Museu do Vinho, e ainda apresentações no “centro da terra” na Gruta das Torres, o Festival Cordas recebeu nomeações para Melhor Pequeno Festival, Melhor Programação e ainda Melhor Promoção Turística nos Prémios Ibéricos 2018, depois de ter conseguido ficar na lista dos TOP10 Melhores Novos Festivais na edição anterior.

O Festival Cordas é um projeto da associação MiratecArts e acontece de 12 a 16 de setembro, na ilha do Pico, Açores, com vários parceiros e apoio da Direção Regional do Turismo. Marta Guerreiro, Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo do Governo dos Açores, diz que “não se trata apenas de receber o mundo, mas de fazer dos Açores o centro do mundo, neste caso particular, a partir da ilha montanha e através da Miratecarts.” Para o programa que inclui 14 eventos musicais, eventos paralelos que visitam as escolas locais e ainda artista em residência, visite www.festivalcordas.com

Continuar a Ler

+ Populares