Connect with us

Regional

Ponta Delgada: Câmara assina protocolo com instituições particulares de solidariedade social

Publicado

|

Foto: Câmara Municipal de Ponta Delgada

A Câmara Municipal de Ponta Delgada, presidida por José Manuel Bolieiro, procedeu ao início da tarde de ontem à assinatura dos protocolos com 24 instituições particulares de solidariedade social do concelho (IPSS).

Um apoio que ascende aos 141.700,00 euros e respeita ao presente ano de 2018. O apoio por subsídio inclui  22 IPSS, num total de 55.000,00 euros. O apoio por Protocolo de Desenvolvimento, por seu turno, abrange 5 instituições, num total de 86.700,00 euros.

Na ocasião, o edil congratulou-se com o papel essencial das IPSS no apoio ao Estado em matéria de intervenção social. “O Estado não pode desistir da sua função solidária, mas também não pode impedir – deve antes apoiar – que os impulsos cívicos surjam nesta área e complementem as responsabilidade do Estado”, defendeu.

O autarca pontadelgadense acrescentou que a forma como os apoios são atribuídos no Município a que preside garante às instituições “previsibilidade, mas também independência, autonomia e pluralidade de financiamento”.

O Presidente, que tem privilegiado as políticas sociais, incentivou, igualmente, a promoção de atividades e de projetos que façam diferença na vida dos indivíduos, das famílias e da comunidade e possam merecer o apoio extraordinário do Município.

Recordou que este ano o regulamento apresenta algumas alterações face ao ano anterior e lembrou a obrigatoriedade de as instituições apresentarem os relatórios de execução.

Foram assinados Protocolos de Desenvolvimento com a APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (Gabinete de Apoio à Vítima de Ponta Delgada), Associação de Doentes de Dor Crónica dos Açores (“Projeto de Envelhecimento Ativo”), Centro Paroquial de Bem-Estar Social de São José (“Projeto RecrEar – Requalificar o Recreio”), Instituto Margarida de Chaves e UMAR – Associação para a Igualdade das Mulheres.

Também foram formalizados os apoios por subsídio a 22 IPSS do concelho, sendo que cada uma irá receber um apoio de 2.500,00 euros: ACAPO- Associação de Cegos e Amblíopes de Portugal, Alternativa – Associação Contra as Dependências, Associação Alzheimer Açores, Associação Atlântica de Doentes Machado-Joseph, Associação de Doentes de Dor Crónica dos Açores, Associação de Pais e Amigos das Crianças Deficientes do Arquipélago dos Açores, Associação de Paralisia Cerebral de São Miguel, Associação de Surdos da Ilha de São Miguel, Associação para o Planeamento Familiar, Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo, Associação USenior, Casa de Povo de Capelas, Casa do Povo da Fajã de Baixo, Casa do Povo de Santo António, Centro de Terapia Familiar e Intervenção Sistémica, Centro Paroquial de Bem-Estar Social de São José, Centro Social e Paroquial da Fajã de Baixo, Centro Social e Paroquial Nossa Senhora das Neves, Instituto Bom Pastor- Lar Filomena da Encarnação, Novo Dia, Solidaried’arte – Associação de Integração pela Arte e pela Cultura e UMAR – Associação para a igualdade das Mulheres.

Fonte:CMPDL

Regional

Revista de Imprensa Regional – terça-feira, 14 agosto 2018

Publicado

|

Açoriano Oriental:

– “Dormidas em hotéis estabilizam apesar do aumento de turistas”

– “Nova administração com missão de viabilizar o Grupo SATA”

– “Mais açorianos estão a deixar de fumar”

Correio dos Açores:

– “Mãe parte de Ponta Delgada com aperto no coração e ao chegar a Lisboa sabe da morte do filho”

– “Governo diz que o futuro da Azores Airlines não depende da privatização”

– “James Arthur teve ataque de ansiedade no palco do festival Monte Verde”

Diário dos Açores:

– “Investigação ao caso do ‘desvio’ do helicóptero – Secretário da Saúde ignorou pedido da proteção civil para abrir inquérito”

– “792 euros – temos o salário médio mais baixo do país”

– “Açores batem recorde de cruzeiros no 1.º semestre”

Diário Insular:

– “Blogs são meio de comunicação”

– “Descarga de esgotos na baía de Angra motiva queixas ambientais”

– “Orçamento Participativo tem mais propostas da Terceira”

Continuar a Ler

Regional

Alerta Amarelo : Previsão de chuva e trovoada em sete ilhas dos Açores

GACS

Publicado

|

Por

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) informa que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA, verificando-se condições para a ocorrência de aguaceiros fortes e trovoadas também para o Grupo Central, emitiu o seguinte aviso:

Grupo Ocidental

Aviso AMARELO referente a:

PRECIPITAÇÃO

No período entre as 08H00 e as 18H00 de hoje, 14 de agosto.

Aguaceiros pontualmente fortes.

Aviso AMARELO referente a:

TROVOADA

No período entre as 08H00 e as 18H00 de hoje, 14 de agosto.

Grupo Central

Aviso AMARELO referente a:

PRECIPITAÇÃO

No período entre as 08H00 e as 18H00 de hoje, 14 de agosto.

Aguaceiros pontualmente fortes.

Aviso AMARELO referente a:

TROVOADA

No período entre as 08H00 e as 18H00 de hoje, 14 de agosto.

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores recomenda que sejam tomadas, entre outras, as seguintes medidas de autoproteção:

Mantenha limpos os seus sistemas de drenagem, bem como os adjacentes à sua residência, alerte as autoridades competentes;

Não circule sem necessidade. Pode atrapalhar a circulação das forças de segurança ou cair em buracos ocultados por lençóis de água;

Em locais não pavimentados, as águas podem causar erosão dos solos, levando à queda de muros, taludes, postes, entre outros;

Estar atento às informações e indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

GaCS/SRPCBA

Continuar a Ler

Cultura / Eventos

Canárias e Finlândia investem no Festival Cordas na ilha do Pico, Açores

Publicado

|

Maija Kauhanen estreia em Portugal no Festival Cordas com o instrumento finlandês, o kantele

A terceira edição do Festival Cordas, músicas do mundo, recebe apoio internacional. Investimento das Canárias e da Finlândia programam duas noites de música no Auditório da Madalena.

A abertura do festival dá as boas vindas ao regresso de Beselch Rodriguez e Marco del Castillo, que participaram na primeira edição do festival. Desta vez, os músicos das Canárias vêm acompanhados por Germán López que vem reforçar a presença do Timple, o instrumento típico originário do arquipélago espanhol. Maija Kauhanen estreia em Portugal apresentando um típico e antigo instrumento de cordas do folclore finlandês, o Kantele, para o concerto de sábado à noite. Maija foi um dos sucessos musicais do Womex 2017, a maior feira de músicas do mundo.

O encerramento desta terceira edição é dedicado aos músicos dos Açores, que desde já estão todos convidados para o convívio, domingo à tarde, na MiratecArts Galeria Costa. O concerto final será no Auditório da Madalena e abraça as Violas dos Açores, um programa da Associação de Juventude Violas da Terra, liderado pelo mestre Rafael Carvalho. A viola de arame dos Açores, Viola da Terra, continua a ser o destaque e razão da criação deste festival que já ocupa lugar nas listas de festivais de músicas do mundo.

Com eventos marcados em localidades como o “Santuário dos Dragoeiros”, no Museu do Vinho, e ainda apresentações no “centro da terra” na Gruta das Torres, o Festival Cordas recebeu nomeações para Melhor Pequeno Festival, Melhor Programação e ainda Melhor Promoção Turística nos Prémios Ibéricos 2018, depois de ter conseguido ficar na lista dos TOP10 Melhores Novos Festivais na edição anterior.

O Festival Cordas é um projeto da associação MiratecArts e acontece de 12 a 16 de setembro, na ilha do Pico, Açores, com vários parceiros e apoio da Direção Regional do Turismo. Marta Guerreiro, Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo do Governo dos Açores, diz que “não se trata apenas de receber o mundo, mas de fazer dos Açores o centro do mundo, neste caso particular, a partir da ilha montanha e através da Miratecarts.” Para o programa que inclui 14 eventos musicais, eventos paralelos que visitam as escolas locais e ainda artista em residência, visite www.festivalcordas.com

Continuar a Ler

+ Populares