Connect with us

Cultura / Eventos

Festival Santa Maria Blues destaca a ilha num contexto internacional de promoção

Publicado

|

Facebook / © 2018 Santa Maria Blues

O Diretor Regional frisou que “já são muitos os visitantes que procuram Santa Maria nesta época do ano, conciliando a experiência musical com os produtos estratégicos pelos quais esta ilha já é conhecida”.



“Importa destacar, por isso, produtos como o mergulho, que se tem posicionado como uma atração prioritária através dos ‘spots’ especiais para o mergulho com jamantas, bem como o geoturismo, por via dos fósseis marinhos únicos de que dispõe e que se constituem como um verdadeiro laboratório ao ar livre, com relevância internacional, conforme atestam estudos científicos recentes”, afirmou.

Nesse sentido, Filipe Macedo destacou o “conjunto de investimentos que o Governo dos Açores tem vindo a implementar ao longo dos últimos anos para valorizar, cada vez mais, estas potencialidades, como é exemplo a Rota dos Fósseis, a Grande Rota de Santa Maria, o circuito interpretativo da Pedreira do Campo e a Casa dos Fósseis, que evidenciam o que de mais particular tem esta ilha, enquanto elementos diferenciadores do que tem para oferecer”.

Para o Diretor Regional, esta valorização está perfeitamente alinhada com o Plano Estratégico de Marketing do Turismo dos Açores, que “definiu uma estratégia de produtos por ilha, numa perspetiva de desenvolver a oferta turística da Região como um todo, ao mesmo tempo que dinamiza o potencial de oferta das nove ilhas, dirigindo-o para segmentos de mercado específicos”.

Relativamente ao Festival Santa Maria Blues, Filipe Macedo salientou o trabalho da Associação Escravos da Cadeinha, destacando o “empenho de levar mais longe um evento que já conta, para Santa Maria, com a chancela de ‘Capital dos Blues em Portugal’, o que enaltece não só a ilha, como os Açores como um todo”.

“Verifica-se uma proximidade de todos os Marienses, que se voluntariam e fazem com que este evento se realize, sendo um exemplo de que o turismo dos Açores se baseia, sobretudo, nas pessoas e num trabalho com todos os agentes do setor, através de uma política em linha com os interesses de quem está no terreno nesta atividade”, afirmou.

Cultura / Eventos

Biblioteca Pública Luís da Silva Ribeiro, em Angra do Heroísmo, assinala Dia Nacional do Estudante

Publicado

|

A Direção Regional da Cultura, através da Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro, em Angra do Heroísmo, associa-se sexta-feira, 22 de março, às comemorações do Dia Nacional do Estudante.

A programação prevista para essa data, pelas 11H00, que também visa divulgar o Serviço de Leitura e Empréstimo Domiciliário, passa pela utilização do ‘Mannequin Challenge’, que consiste na realização de um vídeo onde um grupo de pessoas fica imóvel, como um manequim, durante um certo período de tempo.

Esta é uma forma de promover a interação dos leitores, nomeadamente os estudantes, com as atividades da biblioteca e de lhes dar a conhecer a Sala de Leitura e Empréstimo Domiciliário.

O Dia Nacional do Estudante foi promulgado pela Assembleia da República em 1987 e comemora-se anualmente a 24 de março.

A celebração da data pretende relembrar as dificuldades e os obstáculos enfrentados pelos estudantes na década de 60, aquando da crise académica vivida em Portugal.

Para além de uma homenagem aos estudantes, esta comemoração relembra que a Educação constitui um direito constitucional no nosso país.

A Direção Regional da Cultura informa que este e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço www.culturacores.azores.gov.pt.

Continuar a Ler

Cultura / Eventos

Açores associam-se às comemorações do Dia Mundial da Poesia

Publicado

|

A Direção Regional da Cultura, através das Bibliotecas Públicas e Arquivos Regionais sob a sua tutela, associa-se às comemorações do Dia Mundial da Poesia, que se celebra anualmente a 21 de março.

Na Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada está patente até 31 de março uma mostra de originais de cartas de amor e de manuscritos poéticos pertencentes ao acervo documental da instituição, e que se destina a comemorar conjuntamente o Dia de São Valentim, assinalado a 14 de fevereiro, e o Dia Mundial da Poesia.

Entre os documentos expostos estão cartas e poemas escritos por algumas personalidades ilustres da cultura, como Natália Correia, Vitorino Nemésio, Teófilo Braga e Almeida Garrett.

Com o objetivo de aproximar a poesia dos utilizadores da Biblioteca, será também apresentado um “varal de poesia”, com cópias das transcrições dos manuscritos poéticos expostos e de outros autores, convidando quem passa a ‘colher’ um poema.

Por seu lado, a Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro, em Angra do Heroísmo, associa-se a estas comemorações, promovendo a realização de várias atividades.

Na quinta-feira, 21 de março, pelas 21h00, terá lugar a iniciativa “Poemas DiVersos”, que inclui a leitura de seis poetas contemporâneos por António Braga, Cláudia Cardoso, Dulce Brasil, Luís Peixoto, Nélio Lourenço e Sandra Garcia, e a realização do concerto “Florbela Espanca em Fado”, com Fábio Ourique, Tiago Lima, Pedro Morais e Paulo Cunha, num momento em que se recordarão o 125.º aniversário do nascimento da poetisa.

Para além deste evento, a Biblioteca promove, de hoje até 23 de março, a realização de uma mostra de livros de poesia que visa dar a conhecer e divulgar este género literário junto dos leitores.

Fonte: GACS

Continuar a Ler

Cultura / Eventos

Museu Carlos Machado promove ‘Oficina de Fusing’ e ‘Domingo em Família no Museu’

Publicado

|

A Direção Regional da Cultura, através do Museu Carlos Machado e em parceria com a Cresaçor, promove, a 23 e 30 de março e a 6 de abril, a realização de uma oficina intitulada ‘Fusing – A Arte de Trabalhar o Vidro’, baseada na coleção de Artes Decorativas do Museu.

A iniciativa, que decorre das 9h30 às 12h30 e das 13h30 às 16h30, no Núcleo de Santa Bárbara, em Ponta Delgada, é orientada por Jeremias Tavares.

Nesta oficina, os participantes vão aprender diferentes técnicas de trabalhar o vidro, nomeadamente corte, transferência de imagem, isolamento de moldes, uso de separadores e pó desmoldante, e terão oportunidade de criar diversas peças, que serão cozidas no ateliê do formador.

Esta atividade, com uma duração total de 18 horas, tem um número máximo de oito participantes, com idade superior a 16 anos.

Para mais informações, os interessados devem contactar o Serviço Educativo do Museu, através do telefone 296 202 930.

Para além desta oficina, o Museu Carlos Machado, também em parceria com a Cresaçor, promove, a 31 de março, das 15h00 às 17h00, no Núcleo de Santo André, a realização da atividade “Tapetes Efémeros III”, inserida no projeto “Domingo em Família no Museu”.

Esta atividade tem como ponto de partida a coleção de Etnografia Regional do Museu e a obra ‘Caligrafia # 1’, de Catarina Branco, num diálogo entre as raízes culturais açorianas e a contemporaneidade.

Para mais informações, os interessados devem contactar o Serviço Educativo do Museu, através do telefone 296 202 930.

A Direção Regional da Cultura informa que este e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço www.culturacores.azores.gov.pt.

Fonte: GACS

Continuar a Ler

+ Populares