Connect with us

Mundo

Facebook multado em 565 mil euros por infringir lei da proteção de dados

Agência Lusa

Publicado

|

As autoridades do Reino Unido anunciaram hoje que vão multar em 565 mil euros a empresa norte-americana de comunicação ‘Facebook’ por violar a lei de proteção de dados naquele país.

O Gabinete de Comissionado de Informação (ICO, na sigla inglesa), que zela pela privacidade e liberdade da informação, indicou que a companhia não cumpriu o dever de proteger os dados pessoais dos utilizadores da rede social, elencando que não foi transparente relativamente ao modo como outras empresas acediam a essa informação.

A ICO está a investigar o ‘Facebook’ desde fevereiro, juntamente com a consultora britânica Cambridge Analytica, pelo uso indevido de dados de 87 milhões de utilizadores da rede social em todo o mundo, que foram utilizados na campanha do referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia (EU), realizado em 23 de junho de 2016.

As organizações defensoras dos dados pessoais dos consumidores lamentaram a quantia da multa ao ‘Facebook’, que é o valor máximo que a ICO pode impor com base na lei da proteção de dados de 1998 – a aplicada neste caso e não a nova legislação que entrou em vigor este ano e que contempla maiores penalizações.

A multa foi apresentada pela empresa norte-americana, que tem agora algum tempo para apresentar novas alegações.

A chefe de privacidade do ‘Facebook’, Erin Egan, reconheceu em comunicado que a empresa deveria ter “feito muito mais para investigar as acusações relativas à Cambridge Analytica e ter tomado medidas em 2015”.

A comissionada britânica de informação, Elizabeth Denham, referiu que é importante “restaurar a confiança na integridade do processo democrático”, que considera estar a ser ameaçado porque os votantes “não sabem o que acontece atrás das cortinas”.

“Não podemos exercer controlo sobre os dados [das pessoas], não sabem nem entendem como se usam”, afirmou.

A ICO está também a investigar o modo como 11 partidos britânicos utilizaram os dados dos cidadãos na campanha do referendo do ‘Brexit’ e tem prevista a apresentação de um relatório em outubro.

Mundo

China afirma que acusações de espionagem industrial dos EUA “são invenções”

Agência Lusa

Publicado

|

O Governo chinês afirmou hoje que as acusações dos Estados Unidos contra dez agentes dos serviços de informações chineses, por espionagem industrial no setor aeronáutico, “são invenções”.

“As acusações não têm fundamento, são invenções”, garantiu o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, Lu Kang, ao ser questionado em conferência de imprensa.

Segundo um comunicado do Departamento de Justiça norte-americano divulgado na terça-feira, os acusados acederam a dados privados de empresas do setor da aviação, visando usurpar propriedade intelectual, informação confidencial ou sobre motores utilizados em voos comerciais, entre janeiro de 2010 e maio de 2015.

Entre os suspeitos identificados constam Zha Rong e Chai Meng, que trabalham para a filial do Ministério de Segurança do Estado chinês, na província de Jiangsu, leste da China.

Aquele organismo está encarregue da espionagem e contraespionagem da China.

Continuar a Ler

Mundo

Seis pessoas morrem em incêndio numa casa na ilha francesa de Guadalupe

Agência Lusa

Publicado

|

Seis pessoas morreram na noite de terça para quarta-feira devido a um incêndio numa casa na cidade de Saint-François, no departamento ultramarino de Guadalupe, informou hoje o Ministério do Ultramar francês e o autarca da cidade.

“É muito provável” que as vítimas sejam de uma mesma família “que vieram visitar Guadalupe”, ilha nas Caraíbas que faz parte dos territórios ultramarinos de França, referiu o autarca de Saint-François, Laurent Bernier.

A família seria composta por dois avós, dois pais e dois filhos, sendo um menor de idade e o outro, provavelmente, um adolescente com idade ainda por determinar.

Num comunicado, o Ministério do Ultramar informou que “duas mulheres, três homens e uma criança” morreram na tragédia.

O Ministério Público abriu uma investigação para determinar as causas do incêndio.

O Ministério do Ultramar referiu ainda que “estão a ser tomadas as medidas para realojar as pessoas que viviam em habitações vizinhas”, relatando ainda a “profunda comoção” da ministra da pasta, Annick Girardin, pela tragédia.

No comunicado, o Ministério francês relatou a intervenção de 19 bombeiros e vários polícias, que foram rapidamente mobilizados para conter o fogo e proteger os habitantes de casas vizinhas.

Continuar a Ler

Mundo

Instalações da CNN em Nova Iorque evacuadas devido a pacote suspeito

Agência Lusa

Publicado

|

Foto: Paul Brennan - Pixabay

A estação de televisão norte-americana CNN evacuou hoje as suas instalações em Nova Iorque, devido à existência de um pacote suspeito.

A informação foi dada pela própria CNN e refere-se à sede da empresa, segundo a agência de notícias Associated Press.

A polícia confirmou que foi chamada ao local, no edifício Time Warner, em Manhattan.

A evacuação das instalações da CNN em Nova Iorque ocorreu praticamente ao mesmo tempo que foi anunciada pelos serviços secretos norte-americanas da descoberta de um “engenho explosivo funcional”, hoje de manhã, na casa de Hillary e Bill Clinton em Chappaqua, Nova Iorque, indicaram os serviços secretos norte-americanos.

Segundo os serviços secretos, um “potencial engenho explosivo” foi também hoje enviado para a residência do ex-Presidente Barack Obama em Washington.

Os investigadores pensam que estes casos estão relacionados com o explosivo descoberto na segunda-feira na caixa de correio do multimilionário e filantropo George Soros, em Bedford, nos arredores de Nova Iorque.

Continuar a Ler

+ Populares