Connect with us

Cultura / Eventos

Ponta Delgada é palco do X Congresso Nacional de Geologia

Publicado

|

FOTO: CMPDL

O Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, participou esta manhã na sessão de abertura do X Congresso Nacional de Geologia.

O edil congratulou-se com a escolha de Ponta Delgada para a realização deste evento que tem como mote “O compromisso da geologia para o desenvolvimento global”.

O Presidente afirmou que “a geologia, enquanto ciência e profissão, foi importantíssima para o modo de viver que temos, em  progresso e em  desenvolvimento”, exemplificando que “foi graças à geologia que foi possível explorar os recursos planetários em benefício do progresso”.

Atualmente, a população do planeta ascende a mais de 7000 milhões e o crescente desenvolvimento económico impõem uma enorme pressão sobre o planeta. À escala atual, as próprias atividades humanas podem atuar como agentes geológicos.

Razões pelas quais José Manuel Bolieiro considerou que “a geologia se  tornará ainda mais decisiva para o futuro”.

“A juntar ao conhecimento e à investigação e à exploração no planeta, importa introduzir inteligência, preservação, conservação e sustentabilidade planetária”, defendeu o autarca, felicitando a organização do X Congresso Nacional de Geologia pela iniciativa que vem acrescentar valor à comunidade científica, mas sobretudo à sociedade.

José Manuel Bolieiro destacou ainda a importância desta ciência nos contextos de Ponta Delgada e nos Açores, palcos privilegiados para a geologia pelas suas próprias características e pelo potencial para a geotermia e geoturismo, e expressou a convicção de que nestes laboratórios possam ser apurados conhecimentos importantes para o mundo.

O X Congresso Nacional de Geologia está a decorrer em Ponta Delgada, na Universidade dos açores, até ao dia 13 de julho, reunindo especialistas de todo o país.

Apresenta-se como o mais importante encontro científico na área das Geociências em Portugal e é, em 2018, organizado pelo Instituto de Investigação em Vulcanologia e Avaliação de Riscos (IVAR) e pela Sociedade Geológica de Portugal (SGP) em conjunto com a Universidade dos Açores e com o apoio da Câmara Municipal de Ponta Delgada.

FONTE: CMPDL

Continuar a Ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cultura / Eventos

Férias de verão com o Museu Carlos Machado nas Sete Cidades

GACS

Publicado

|

Por

A Direção Regional da Cultura, através do Museu Carlos Machado, promove sexta-feira, 20 de julho, das 9h00 às 16h30, na EB1/JI Padre José Cabral Lindo, nas Sete Cidades, em São Miguel, a realização de ‘Um dia de férias de verão com o Museu’, tendo como tema “Museu de Território – à descoberta da nossa terra”.

Trata-se de uma atividade organizada pela equipa do Património Cultural Imaterial do Museu, que contará com a presença de cerca de 40 crianças e jovens dos Centros de Atividades de Tempos Livres dos Fenais da Luz e das Sete Cidades, com idades compreendidas entre os 6 os 12 anos.

Esta iniciativa insere-se no âmbito do “Museu de Território”, um projeto de intervenção junto das comunidades da ilha de São Miguel, cujo principal objetivo é valorizar e divulgar o património natural e cultural, a maior riqueza das comunidades, como ferramenta ao serviço do desenvolvimento sustentável.

Uma vez que este projeto já ganhou expressão nas freguesias das Sete Cidades e dos Fenais da Luz, com os projetos “Sete Cidades – Para Além da Paisagem” e “Fenais da Luz – Comunidade em Foco”, o programa desta iniciativa inclui várias atividades centradas na valorização e na divulgação do património de ambas as freguesias, entre as quais uma visita ao Centro Experimental de Agricultura Biológica dos Serviços de Desenvolvimento Agrário de São Miguel, além de outras iniciativas promotoras de aprendizagens através da experimentação empática com o património local.

Com a concretização deste intercâmbio pedagógico pretende-se promover a aprendizagem mútua através da troca de saberes e da partilha de vivências para um melhor conhecimento e fruição do nosso território.

A Direção Regional da Cultura informa que este e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço eletrónico www.culturacores.azores.gov.pt.

Continuar a Ler

Cultura / Eventos

Lagoa desenvolve workshop sobre comida vegetariana

Publicado

|

A Câmara Municipal de Lagoa, através do CEFAL– Centro de Educação Ambiental de Lagoa, e em conjunto com a Casa de Povo de Água de Pau, irá realizar, no dia 25 de agosto, às 10h00, um workshop sobre Comida Vegetariana ministrado por Gualter Rainha, Cozinha de Sentidos.

Gualter Rainha, de 32 anos e natural de Vila Franca do Campo, é o autor da Cozinha de Sentidos, um projeto de cozinha vegetariana, alternativo, moderno, com confeção de pratos saudáveis e cheios de sabor.

O principal objetivo deste workshop passa por proporcionar um contato direto com a alimentação vegetariana, através da elaboração e degustação de receitas saudáveis e económicas.

De salientar que a inscrição tem um custo de vinte euros, sendo que o número de participantes é limitado.
Todos os interessados deverão enviar um e-mail para Gabinete de Ambiente ambiente@lagoa-acores.pt ou mensagem privada para a pagina do Facebook: CEFAL – Centro de Educação Ambiental de Lagoa.

Fonte: CML

Continuar a Ler

Cultura / Eventos

Museu Francisco de Lacerda, em S. Jorge, realiza oficinas nas férias de verão

GACS

Publicado

|

Por

A Direção Regional da Cultura, através do Museu Francisco de Lacerda, em São Jorge, promove, a 20 e 21 de julho e a 17 e 18 de agosto, a realização de diversas oficinas de caráter lúdico-pedagógico, de participação gratuita.



Nestas oficinas, que terão lugar sempre pelas 10h30, os participantes vão explorar o museu, as suas coleções e também o território à sua volta, através do recurso às artes plásticas, à exploração dos sentidos, bem como pela realização de jogos e narração de histórias.

A 20 de julho terá lugar a oficina “Coisas que saem do mar”, dirigida a crianças e adolescentes dos 8 aos 14 anos, enquanto, no dia seguinte, se realiza a oficina denominada “… à vista”, que se destina a participantes dos 5 aos 12 anos.

A 17 de agosto será dinamizada a atividade “Esculpir histórias”, que tem como público-alvo crianças e jovens dos 8 aos 14 anos, e a 18 de agosto será realizada a oficina “Cinco sentidos no museu”, destinada a crianças e jovens dos 5 aos 12 anos.

Estas oficinas serão orientadas pela monitora Catarina Dias da Rosa.

A Direção Regional da Cultura informa que este e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço eletrónico www.culturacores.azores.gov.pt.

Continuar a Ler

+ Populares